O tráfico e a tortura de pessoas na Deep Web

Muitos usuários novos sempre perguntam sobre tráfico ou tortura de pessoas, e muitos duvidam que isso realmente exista na Deep Web, vou ser curto e grosso, sim, existem e em abundância por lá. Ainda tem dúvidas? Então vem comigo.

A ONU define o tráfico de pessoas como quando a vítima é retirada de seu ambiente, de sua cidade e até de seu país e fica com a mobilidade reduzida, sem liberdade de sair da situação de exploração sexual ou laboral ou do confinamento para remoção de órgãos ou tecidos, na qual a mobilidade reduzida é caracterizada por ameaças ou danos físicos e mentais. Normalmente, o tráfico de pessoas ocorre em regiões pobres, como certos lugares da Ásia, Europa Oriental e África, um exemplo de país é a Tailândia. Pelo fato dessas regiões serem pobres, familiares vendem outros familiares, como a mãe vendendo o filho, triste realidade.

Raramente alguns casos que foram revelados da Deep Web chegam a mídia, mas de acordo com o site MotherBoard, um dos casos foi o de Nicole, americana, de apenas 18 anos que foi raptada em Paris, o anuncio do leilão pedia um lance inicial de 150 mil dólares – algo como 610 mil reais -. O anuncio era acompanhado de fotos dela, apenas de calcinha, com os braços amarrados e uma corda prendendo-a uma estrutura de metal, nas imagens pode-se perceber que ela estava se debatendo e ao fundo podemos observar a sombra de um homem. O grupo por trás desse leilão é conhecido por “Black Death“. Nicole estava sendo vendido em um endereço da Dark Web – hoje o link se encontra off-line -, lugar onde esse comércio movimenta milhares de dólares e estima-se que cerca de 2,4 milhões de pessoas são traficadas por ano na qual 6 de 10 são mulheres.

(Fonte: Reprodução/MotherBoard)

Muitas pessoas que são traficadas na verdade são compradas por pessoas que querem realizar o ato de tortura-las! Já ouviu alguém falar sobre “Tortura por Encomenda“? Esse termo é usado quando alguém é comprado por outra pessoa – sem o consentimento da vítima -, após ser raptada, logo depois da compra, o comprador tem o direito de fazer o que quiser com a vítima, no caso seria a tortura pois ela encomendou isso. Um exemplo disso é aquele mito sobre as Lolita’s Slave Toys, mesmo não sendo real, é a mesma coisa, uma pessoa encomenda alguma criança para tortura-la sexualmente. Um filme que retrata essa realidade, e também inspirado em casos reais, é “O Albergue (Hostel)”, 2005, o diretor, Eli Roth, se inspirou em casos que foram revelados pela policia de Nova Deli na Índia o que levou a criação do filme. O mercado funciona quase do mesmo modo que no filme, um clube secreto é hospedado em alguma rede da deep web que só aqueles que possuem senha e um programa decrypter podem acessar, os compradores geralmente são investigados, seja a vida pessoal quanto a financeira para os criadores do clube permitirem sua entrada, caso a investigação traga resultados satisfatórios. Como citado antes, muitas pessoas que são vendidas nesse clube, são compradas de famílias ou raptadas como o caso de Nicole, lembrando que o comprador escolhe a vítima.

Tortura

Até hoje esse clube é investigado pelo FBI, com a ajuda de várias centrais policiais no mundo, como a Interpol, estima-se que esse mercado movimenta cerca de 32 bilhões de dólares no mundo, sendo que 85% desse valor é gerado pela exploração sexual. Ainda há dúvidas? Deixe um comentário!

Diego Costa

Consultor de Tecnologia & Segurança da Informação. Formado em Tecnologia da Segurança da Informação, entusiasta na área de Forense Computacional e atualmente cursando MBA em Gestão de Tecnologia da Informação. Trabalha há mais de quatro anos na área de Tecnologia da Informação de uma multinacional alemã. Nesta empresa é responsável pela área de TI do Brasil e América Latina. Administra uma das maiores páginas focadas em tecnologia do Brasil, a Deep Web Brasil e a TSI.

2 comentários em “O tráfico e a tortura de pessoas na Deep Web

  • 20 de fevereiro de 2016 em 23:46
    Permalink

    nicole foi recuperada?

    • 6 de março de 2016 em 15:12
      Permalink

      Nós não sabemos direito sobre o que aconteceu, mas temos quase certeza que não.

Os comentários estão desativados.

Ahhhh :(

Nosso site tem anúncios que ajudam a manter o serviço online e a informação disponível para todos.

Por favor, se possível, desative o AdBlock enquanto estiver aqui com a gente, ok? <3

Muito obrigado!

AdBlock detectado!

Ahhhh :(

Nosso site tem anúncios que ajudam a manter o serviço online e a informação disponível para todos.

Por favor, se possível, desative o AdBlock enquanto estiver aqui com a gente, ok? <3

Muito obrigado!