FBI se aproveita da boa vontade dos desenvolvedores do TorMail e fiscaliza mais do que o combinado

Tudo começou em 2013 quando o FBI recebeu a permissão para ter acesso a 300 contas específicas do TorMail, essas 300 contas eram de criminosos tais como traficantes e pedófilos no geral. Acontece que o prazo do FBI já se passou e é claro acabou sendo cancelado como o combinado, porém especialistas em segurança da informação e afins dizem que agência foi mais longe e hackeou usuários legítimos do serviços de e-mail da Onion, ou seja, não eram criminosos. Foi uma questão de espionagem.

“Ou seja, enquanto o mandado autorizava o hacking com um bisturi, o FBI ‘entregou’ seu malware aos usuários do TorMail como uma granada “, disse Christopher Soghoian, principal tecnólogo da American Civil Liberties Union (ACLU).

O movimento ocorre depois que a ACLU empurrou para desvendar os registros do caso em setembro. O Departamento de Justiça decidiu recentemente publicar versões redigidas de documentos relacionados. Em 2013, o FBI apreendeu o Freedom Hosting, um serviço que hospedava sites da deep web, incluindo um grande número de sites de pornografia infantil e o serviço de email TorMail, focado na privacidade dos usuários. A agência passou então a implantar uma técnica de investigação em rede (NIT) – um pedaço de malware – projetado para obter o endereço IP real daqueles que visitam os sites do Freedom Hosting. De acordo com os novos documentos, o NIT foi usado contra usuários de 23 sites distintos.

Abaixo uma pequena parte dos e-mails que o FBI está autorizado a mostrar:

emails-tormail

De acordo com os documentos do tribunal federal todas as contas estavam relacionadas com o crime de pornografia infantil, talvez não contendo e-mails de traficantes da deep web como dito no início do texto, o que pode e não pode ser verdade. Importantemente, as declarações juradas dizem que a NIT só seria utilizada para “investigar qualquer utilizador que inicie sessão em qualquer uma das TARGET ACCOUNTS introduzindo um nome de utilizador e uma senha . “

Mas de acordo com ex usuários do TorMail e de outras fontes o malware do FBI foi implantado antes mesmo que a tela de login fosse exibida.

“O mandado de que o FBI retornou ao tribunal não faz menção ao fato de que o FBI terminou sua operação cedo porque eles foram descobertos pela comunidade de segurança, nem reconhece que o governo entregou seu malware a usuários inocentes do TorMail. Isso sugere fortemente que o FBI manteve o tribunal no escuro sobre a medida em que eles estragaram a operação TorMail “, acrescentou Soghoian.

“O que ainda não está claro é se o tribunal foi informado que o FBI havia ultrapassado o alcance do mandado, ou se os agentes do FBI que invadiram usuários inocentes foram punidos”, continuou ele.

Só que no meio de tudo isso uma coisa é clara, o despreparo do FBI. Estragar toda uma operação por querer espionar pessoas que não tinham nada a ver com o caso é vergonhoso, percebemos que ainda falta muito para o FBI conseguir se destacar prendendo crimosos na deep web, por mais que algumas operações obtém sucesso sempre possuem suas controvérias e também a operações que são fadadas ao fracasso.

Ahhhh :(

Nosso site tem anúncios que ajudam a manter o serviço online e a informação disponível para todos.

Por favor, se possível, desative o AdBlock enquanto estiver aqui com a gente, ok? <3

Muito obrigado!

AdBlock detectado!

Ahhhh :(

Nosso site tem anúncios que ajudam a manter o serviço online e a informação disponível para todos.

Por favor, se possível, desative o AdBlock enquanto estiver aqui com a gente, ok? <3

Muito obrigado!